quarta-feira, 30 de julho de 2008

Chocada

Nossa estou em choque com o que aconteceu com o Gabriel (bebê que morreu na creche), principalmente depois de saber que ele tinha refluxo, me deu um medo só de tentar imaginar o que sentiria se fosse comigo.
Ontem no mais você um pediatra ensinou como proceder se acontecer algo parecido, segue abaixo a matéria.
Bebê morre em creche em SP.
O bebê Gabriel foi encontrado sem respirar por uma funcionaria da escolinha por volta das 14h de sexta-feira, quando o pai da criança foi buscá-lo. Ele levou o filho para o hospital, onde os médicos constataram a morte por parada cardiorrespiratória. Foram encontrados restos de comida na garganta do menino. Os pais afirmaram que o bebê tinha refluxo.
Após a morte do bebê Gabriel, em São Paulo, mais uma criança morreu engasgada, desta vez em Ourinhos, interior do estado. Natália Araújo Tirone, de 1 ano, foi deixada na escolinha pela mãe. A menina tomou a mamadeira e foi colocada para dormir. Quinze minutos depois uma funcionária notou que ela estava com os lábios roxos. Socorrida pelo Corpo de Bombeiros, Natália já chegou ao hospital com parada cardiorrespiratória e sem sinais vitais. Os médicos não conseguiram reanimá-la e Natália morreu. Ontem no mais você esteve o médico pediatra Ângelo Leal e tirou as dúvidas dos pais sobre possíveis engasgos e também ensinou como agir no caso de socorrê-lo.Momento do engasgo - “A criança perde o tônus, fica pálida ou roxinha. Além disso, há uma parada respiratória momentânea. Esses eventos são mais freqüentes em crianças que têm problemas, mas podem acontecer com qualquer neném” Procedimento de socorro – “O primeiro passo é um estímulo tátil nas costas. Esfregar as costas com certa pressão e dar uns petelecos nos pés pra ver se ele chora. Depois, deve-se pegar no queixo do bebê, virá-lo de barriga para baixo. Com o “calcanhar” da mão, os pais devem dar 5 pancadinhas fixas nas costas. Após esse procedimento, deve-se virar o bebê para cima e remover o objeto do nenê. Se não der certo, os pais devem repetir o procedimento. Se ainda assim não der certo, deve-se colocar o bebê pra cima e, com dois dedos, fazer cinco compressões entre os mamilos da criança” Crianças com refluxo – “Os bebês devem sempre dormir inclinadas em uma cabeceira de 30 graus. Assim é mais difícil de sufocar. O melhor é subir os pés da cama para que ela fique nesta posição” O pediatra lembra que, após a alimentação, o arroto ajuda muito porque coloca o ar pra fora, mas não é uma regra. Segundo ele, alguns bebês não arrotam. Por isso, é fundamental esperar 15 minutos antes de colocar a criança no berço.

Um comentário:

Laís disse...

É realmente foi horrivel, acho que todas mães ficaram chocadas, e com um certo medo. Meu filho quando era mais novinho teve refluxo, eu ficava muito preucupada mas graças a deus passou!
Tu mora em que lugar em Brasilia? moro na asa norte, teu filho ta em creche algo assim? eu tenho dificuldade em achar creche boa que nao seja tão cara, em Brasília é complicado. Por enquanto estou com ele, já que estudo a noite, e meus pais podem ficar cuidando.
beijos