quarta-feira, 30 de julho de 2008

Primeira Frutinha!

Depois de 5 meses no peito, chegou a hora do Caio começar a comer frutinhas.
Estava muito ansiosa, a três dias que ando adiando este momento,mas enfim o grande dia chegou. 12h preparei então uma bananinha amassada, nossa como estava ansiosa e euforica para ver como ele iria reagir.
Coloquei-o no carrinho,pois ainda não comprei o cadeirão, babador a postos, máquina fotográfica na mão...hora do show. Nossa quanta careta ele fez, chorou, não comeu nada, tentei então uma maçã raspadinha,mas nem assim.
Mas tarde tentei novamente a maçã, ele até que comeu um pouquinho,acho que com paciência ele vai se acostumar.
E eu que achei que ele ia ser bom de boca!



Chocada

Nossa estou em choque com o que aconteceu com o Gabriel (bebê que morreu na creche), principalmente depois de saber que ele tinha refluxo, me deu um medo só de tentar imaginar o que sentiria se fosse comigo.
Ontem no mais você um pediatra ensinou como proceder se acontecer algo parecido, segue abaixo a matéria.
Bebê morre em creche em SP.
O bebê Gabriel foi encontrado sem respirar por uma funcionaria da escolinha por volta das 14h de sexta-feira, quando o pai da criança foi buscá-lo. Ele levou o filho para o hospital, onde os médicos constataram a morte por parada cardiorrespiratória. Foram encontrados restos de comida na garganta do menino. Os pais afirmaram que o bebê tinha refluxo.
Após a morte do bebê Gabriel, em São Paulo, mais uma criança morreu engasgada, desta vez em Ourinhos, interior do estado. Natália Araújo Tirone, de 1 ano, foi deixada na escolinha pela mãe. A menina tomou a mamadeira e foi colocada para dormir. Quinze minutos depois uma funcionária notou que ela estava com os lábios roxos. Socorrida pelo Corpo de Bombeiros, Natália já chegou ao hospital com parada cardiorrespiratória e sem sinais vitais. Os médicos não conseguiram reanimá-la e Natália morreu. Ontem no mais você esteve o médico pediatra Ângelo Leal e tirou as dúvidas dos pais sobre possíveis engasgos e também ensinou como agir no caso de socorrê-lo.Momento do engasgo - “A criança perde o tônus, fica pálida ou roxinha. Além disso, há uma parada respiratória momentânea. Esses eventos são mais freqüentes em crianças que têm problemas, mas podem acontecer com qualquer neném” Procedimento de socorro – “O primeiro passo é um estímulo tátil nas costas. Esfregar as costas com certa pressão e dar uns petelecos nos pés pra ver se ele chora. Depois, deve-se pegar no queixo do bebê, virá-lo de barriga para baixo. Com o “calcanhar” da mão, os pais devem dar 5 pancadinhas fixas nas costas. Após esse procedimento, deve-se virar o bebê para cima e remover o objeto do nenê. Se não der certo, os pais devem repetir o procedimento. Se ainda assim não der certo, deve-se colocar o bebê pra cima e, com dois dedos, fazer cinco compressões entre os mamilos da criança” Crianças com refluxo – “Os bebês devem sempre dormir inclinadas em uma cabeceira de 30 graus. Assim é mais difícil de sufocar. O melhor é subir os pés da cama para que ela fique nesta posição” O pediatra lembra que, após a alimentação, o arroto ajuda muito porque coloca o ar pra fora, mas não é uma regra. Segundo ele, alguns bebês não arrotam. Por isso, é fundamental esperar 15 minutos antes de colocar a criança no berço.

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Consulta a pediatra

Hoje foi dia de pediatra, ela disse que ele está bem gordinho, assim que o viu antes mesmo de pesá-lo.
Perguntei sobre as vacinas particulares que ela tinha me aconselhado a dar quando o Caio fizesse 3 meses e ainda não dei.São a Prevenor ou Peneumococo e a Meningocócica C, falei que não tinha dado ainda pois são um tanto quanto cara, mas ela disse que estas vacinas são quase como um presente para o bebê e que todos deveriam tomar.Bom agora vou dar um jeito para vaciná-lo,pois não dá para se brincar com a saúde do meu bebê.
Hoje ela também me disse para eu começar a inserir algumas frutas na alimentação dele para aguçar o seu paladar.Queria continuar só com peito,mas...vou dar as frutinhas estou louca para ve-lo todo lambuzado!
No mais, ele está ótimo Graças a Deus.


Peso: 8,020Kg
Estatura: 65,3 cm

domingo, 27 de julho de 2008

5 meses

Parabéns para o meu pequeno, hoje ele está fazendo 5 meses.
Há cinco meses você entrou na minha vida e me enfeitiçou para todo o sempre! Nossa parece que foi ontem que meu pequeno estava a nascer.E o que tenho a dizer é simplesmente que o amo incondicionalmente.

É verdade tudo isso, ás vezes parece um sonho.Como ele já está grande e esperto.Como passa rápido...

Mas o que eu mais amo é a segurança que me ele me trás. Quando olho para ele e quase sempre sorri, sei que é feliz!Parabéns meu pequeno príncipe!
O principal ganho desse período é girar a cintura. Deitada, a criança primeiro joga a bacia para o lado, depois as pernas e então o corpo. "É um girar desconectado do tórax. Significa que o fortalecimento da musculatura atingiu a cintura". O bebê está perto de sentar. Seus braços e pernas adquirem agilidade, não sossegam durante o banho como os pais podem notar. Os bebês parecem aproveitar esse momento para praticar movimentos rítmicos, voluntários. Essa agitação ajuda a organizar o cérebro, formando conexões entre as células e estabelecendo um padrão para quando ele tiver força para engatinhar. Já fica em pé quando o seguram pela cintura.

sábado, 26 de julho de 2008

Parabéns fffofffffó





No dia das avós, é comum as mais lindas mensagens de amor e carinho, serem enviadas com flores, presentes, surpresas, para aquela que é o melhor privilégio extra que qualquer criança pode ter. Avó é aquela pessoa que quando se chega pertinho é ela tem sempre uma palavra certinha pra tudo que se pergunta, e parece que a pergunta faz com que ela ache uma resposta que procurava há muito tempo. Por mais tempo que se precise, ela sempre tem muito tempo para o neto e consegue parar tudinho que fazia simplesmente pra mimá-lo. E se ele tem soninho, ela tem as musiquinhas mais gostosas que já se ouviu, e consegue que num minutinho que tudo se ajeite, e parece que sempre tudo vai ser sempre muito bom. Avó é quem tem as receitas mais gostosas e faz os docinhos e besteirinhas mais cheirosas.Ela é quem vai contar coisas que aconteceram com meus pais, coisas de antigamente, e parece que sabe tudo.Ser avó é mostrar que tem orgulho do seu neto, sem medo de ser chamada de babona, como se tivesse recebido uma medalha ou um troféu muito lindo!



E hoje no seu primeiro ano de fffoffffffó, queria que soubesse o quanto é importante!




Feliz Dia da Vovó!

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Andando!!??

Nossa hoje o meu pequeno me deu uma canseira, agora ele só quer chão, não quer mais saber de colo e nem de ficar deitado, o pior é que ai eu tenho que ficar curvada segurando ele. Ele já está com quase cinco meses e esta todo espertinho, agora deu pra fazer charme também, quando ninguém da atenção para ele, começa a dar um tossinhas como se estivesse engasgando.
Bom ai vai um videozinho dele andando. Este video é antigo, filmei no inicio do mês agora ele já da passinhos bem mais firmes.


video

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Refluxo

Refluxo na infância
Sabe aquela queimação que sentimos às vezes na garganta ou azia? Esse incômodo pode ser chamado de Refluxo Gastroesofágico, que nada mais é que a volta do alimento, sólido ou líquido, do estômago para o esôfago.
Acontece que isso não é apenas um problema de adultos. Os bebês e as crianças também sofrem com vômitos e regurgitações principalmente após as mamadas e refeições.
Antes de aprofundarmos no assunto, vamos entender o processo. O esôfago é um tubo muscular que conduz os alimentos da boca ao estômago. Na sua parte inferior existe um esfíncter que se abre para a passagem do alimento e se fecha para que o alimento não volte. Quando o esfíncter é fraco ou imaturo, ele não segura o alimento no estômago, que acaba voltando para o esôfago na forma de regurgitação ou vômito. Agora já estamos mais por dentro do assunto.
Todas as pessoas já devem ter apresentado em algum momento da vida a volta do alimento do estômago em direção à boca sem que isso acarretasse em algum problema. Quando a freqüência, quantidade e duração são exageradas, o refluxo é considerado uma doença.
A grande maioria dos bebês apresenta refluxo gastroesofágico por causa da imaturidade do esfíncter esofagiano. É chamado de refluxo fisiológico, isto é, que faz parte do desenvolvimento infantil.
Atenção, mamãe - Em 80% dos casos, o refluxo tende a regredir a partir dos seis meses de vida coincidindo com a introdução dos alimentos sólidos e a condição de uma postura corporal mais ereta.
O refluxo gastroesofágico é considerado patológico quando os episódios de vômitos e regurgitações não melhoram depois dos seis meses de vida mesmo com alterações na postura e dieta. Nessa fase, a criança não ganha peso ou o perde e pára de crescer e produz uma esofagite (inflamação do esôfago).
Além desses problemas, a criança apresenta sintomas como irritabilidade, choro persistente, dificuldade para dormir, recusa de alimentos ou complicações relacionadas ao nariz, ouvido, seios da face e garganta.
Em casos mais graves, a criança pode apresentar uma apnéia (parada respiratória) ou aspirar o próprio refluxo (chegar aos pulmões), progredindo para uma pneumonia aspirativa. Preste atenção se seu filho apresenta como sintoma chiado no peito.
Nas crianças mais velhas, os sintomas são de dor ou sensação de queimação no peito que se move até o pescoço (azia), gosto ácido ou amargo na boca, vômitos, episódios de tosse, arrotos e dor ao engolir o alimento.
Como vencer o refluxo? - O refluxo tem cura e pede alguns cuidados que devemos ter no cotidiano das crianças. A manutenção do leite materno é essencial, assim como deixar a criança no colo “em pé” para arrotar depois de alimentada por pelo menos meia hora antes de deitá-la. Se a criança já toma leite de vaca, às vezes poderá ser necessário engrossar com farinha de arroz ou milho.
Fracionar a alimentação para que o estômago não distenda e o refluxo seja evitado é outro cuidado. A quantidade de alimento deve ser menor por vez e dada em mais vezes ao dia. Alguns alimentos devem ser evitados como gorduras e frituras, chocolate, sucos cítricos (ácidos), café, refrigerante e iogurte.
Outra dica: a cabeceira do berço ou da cama da criança deve ficar elevada para que a ação da gravidade ajude o esvaziamento gástrico, assim como a posição de lado em cima do braço direito.
Os casos mais sérios são tratados com medicação que auxiliam também no esvaziamento gástrico e neutralizam a acidez da substância do estômago. A indicação de cirurgia hoje é pequena devido ao bom desempenho dos medicamentos e dos cuidados na v
ida diária
.

4 Meses



O QUE A CRIANÇA FAZ: chora quando deixada sozinha por muito tempo, começa a reconhecer o pai, deixa de ser alimentada apenas com o leite.



O QUE OS PAIS DEVEM FAZER:imitar sons da criança é uma forma de se comunicar com ela. Oferecer vários sucos de frutas desenvolve o paladar. A variação de alimentos também proporciona cheiros diferentes e estimula o olfato.




Mas o Caio ainda está mamando só no peito,vou tentar mante-lo só no peito até os seis meses.




Já está super ativo, foi com quatro meses que ele levou o primeiro tombo do sofá. Nossa fiquei desesperada, pois nem sabia que ele já estava rolando.





Está super gordinho e o refluxo já diminuiu bastante.




Peso : 7,235kg




Estatura: 63,8 cm





Já está quase engatinhando...
Já consegue pegar o pé!

3 Meses



Com três meses já estava super espertinho, este foi um brinquedo que compramos para ele. Ele amou adora pegar os bichinhos.

O QUE A CRIANÇA FAZ: descobre as mãos e as leva à boca, movimenta braços e pernas de forma simultânea.
O QUE OS PAIS DEVEM FAZER: deixar a criança levar a mão à boca. Assim ela se interessará em pegar objetos. Ofereça mordedores e outros instrumentos de cores vibrantes.

Ri de tudo e para todos.
Peso: 6,790kg
estatura: 62 cm

Ele não tinha tido cólicas até então,mas agora elas estão mais fortes do que nunca. Ele tinha cólicas em um horário especifico, faltava morrer de tanto chorar .


Foi com três meses também que o dentinho dele começou a nascer... como é precoce este meu principe. Já da muitas gargalhadas.

2 Meses


Com dois meses descobrimos que ele tinha refluxo,mas não estava perdendo peso, como era guloso este bebê. Vomitava e já queria mamar de novo.
Já estva pesando 5,730kg e medindo 59 cm.


Com dois meses já ria das gracinhas e já fazia graça também.

O QUE A CRIANÇA FAZ: segue objetos com os olhos, esboça sorriso, começa a balbuciar, reconhece a voz da mãe e a procura.
O QUE OS PAIS DEVEM FAZER: instalar móbiles no berço para que o bebê possa acompanhar seus movimentos.

1 Mês



Meu pequeno príncipe já estava pesando 4,375kg com 1 mês e já media 55 cm. Como está crescendo rápido.



Com 1 mês continuava a não dar trabalho. Só orgulho para a mamãe.
Agora uma família completa!


Quanto mais crescia mais bonito ficava.

O QUE A CRIANÇA FAZ:agita as mãos fechadas, enxerga sem nitidez e apenas o que está a menos de 30 centímetros, responde aos sons de chocalhos, sente prazer ao ser acariciada.
O QUE OS PAIS DEVEM FAZER: o principal estímulo é o toque. Isso a faz sentir-se protegida.

Recém Nascido



Cara de Mal...



Quando recém nascido ele só dormia e mamava. Sempre foi muito tanquilo, dormia a noite quase inteira, só acordava as 4h para mamar e voltava a dormir.




Soninho mamãe!



Amor incondicional... ღ

Caio



E è para ele Meu pequeno principe que dedico este blog, onde estarei contando um pouco do dia a dia do meu pequeno príncipe, e também para trocar experiências relacionadas ao maior presente de Deus " Ser mãe".

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Nascimento


Então chegou o grande dia, 27/02/2008 ás 09:30h.
Nasceu com 3,400 Kg e 50 cm.
Infelizmente não tive dilatação para ter normal e tive que fazer cesário.
È indescritível o sentimento que se tem quando seu filho nasce, é maravilhoso escutar aquele chorinho e ver aquele rostinho que tanto foi imaginado.
O meu coração disparou (literalmente...hehehehe), só queria poder pega-lo, beijá-lo... Não pode existir sensação melhor no mundo.

Ecografia



Já não agüentava mais de tanta ansiedade, queria logo ver a carinha do meu pequeno príncipe. Como ele é amado, como foi aguardado.

Esta é uma das ecografias...

A Gravidez







A gravidez foi maravilhosa... Curti cada chute, cada enjôo... Que saudade!

Descoberta



Viajamos para Natal e eu fiz todas as estripulias possíveis... skibunda, aerobunda passeio de buggy, mal sabia eu que meu principezinho já estava ali!

Acontece que depois de tanta estripulia eu já estava sentindo muitas dores, cólicas... cheguei em Brasília e fui ao medico , fazer uma ecografia para saber se estava acontecendo tudo de novo, achei que a endometriose tinha voltado,mas para nossa surpresa EU ESTAVA GRAVIDA...
Nossa como chorei ,como pulamos e festejamos, estava apenas com algumas semanas.Mas já amava muito aquele bebê e agora só teria que curtir a minha gravidez.

CoMeÇo...

Antes de começar a falar do meu pequeno príncipe vou contar como tudo começou.

Há mais ou menos um ano e meio, fiz uma cirurgia,pois tinha endometriose(Endometriose é uma doença que acomete as mulheres em idade reprodutiva e que consiste na presença de endométrio em locais fora do útero. Endométrio é a camada interna do útero que é renovada mensalmente pela menstruação.), o local afetado foi o meu ovário esquerdo e por isso tive que retira-lo, dificultando muito a chegado do meu príncipe, e o pior é que logo depois descobri que o meu ovário direito estava cheio de cistos o que dificultava ainda a mais a possibilidade de eu ter um bebê.

Mas não desisti e pedia a Deus todas as noites que me concedesse um milagre.

Após vários meses tomando inúmeros remédios , o meu Ginecologista me liberou para tentar ter filhos mesmo sabendo que isso seria quase impossível. Tinha muita fé de que iríamos conseguir, neste momento meu maridão me deu muita força.